Expoidea 2013 investe na economia do conhecimento e traz grande pensador contemporâneo ao Recife

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A Expoidea 2013 se repaginou e trouxe como proposta principal dessa edição uma grande celebração ao conhecimento e viabilizou a presença de um dos maiores pensadores da atualidade , Néstor Garcia Canclini , que encerrou o evento na Concha Acústica da UFPE com muito brilhantismo.

O evento ocorreu de 18 a 23 de outubro de 2013, na UFPE e no Centro Cultural dos Correios, reunindo nomes importantes do pensamento contemporâneo. Com o objetivo de fomentar o pensamento crítico, a Expoidea 2013 selou uma importante parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) para , na sua terceira edição, promover um profundo debate a respeito da relação do sujeito com o espaço urbano na contemporaneidade. Sob o tema “Em tudo que habito”, o evento foi um grande sucesso de crítica e público, e obteve grande êxito em sua proposta de celebrar a aproximação com o ambiente acadêmico. O empreendimento, realizado pela Cia de Eventos e Ideação, teve , em 2013, a participação do Governo do Estado de Pernambuco, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social (SDEC) na condição de co-realizador.

“A parceria com a UFPE nos permitiu uma aproximação com a academia e com o fomento de debates e discussões relevantes para a cidade”, comemora o produtor executivo Guilherme Robalinho. “A Expoideia chega à sua terceira edição ganhando um formato que deve ser sua tônica daqui para frente: o de trazer para o debate alguns dos principais nomes do pensamento contemporâneo. Como o mote do evento é inovação, o pensamento é justamente a melhor plataforma que poderíamos lançar mão”, complementa o curador Schneider Carpeggiani.

Com consultoria especial de Cláudio Marinho, a programação da Expoidea buscou investigar e debater questões ligadas ao espaço urbano e à vida mediada pelo uso das tecnologias nas cidades de hoje. Temas atuais como a verticalização do espaço urbano, a comunidade do Coque como metáfora da nossa cidade, o uso das hashtags como “habitação” da identidade contemporânea e a arquitetura como depositório da subjetividade humana serviram como motes para várias discussões.

“Muito tem se falado sobre a questão da cidade no contemporâneo, das mudanças necessárias para uma melhor qualidade de vida; mas o habitar a cidade atualmente também está ligado a outros tipos de habitação, como as redes sociais, os tablets, enfim, tudo em que o homem deixa seus rastros. Por isso, tratamos da habitação de uma forma ampla nessa edição, buscando apreender suas particularidades. Daí o tema ‘Em tudo que habito’”, explica Carpeggiani.

Estudioso das relações de consumo travadas no espaço urbano, Canclini fez a conferência de encerramento da Expoidea, em grande estilo, no dia 23, na Concha Acústica da UFPE. O pensador falou sobre como as mudanças nas formas de consumir interferem no exercício da cidadania. Os 80 anos de “Casa-Grande & Senzala”, de Gilberto Freyre, também foram lembrados com direito a uma programação especial. A pesquisadora Maria Lúcia Pallares-Burke, uma das maiores estudiosas da obra freyriana e autora do premiado ensaio biográfico “Gilberto Freyre – Um vitoriano nos trópicos”, fez uma elogiada participação no evento propondo um passeio pelo Recife de Gilberto Freyre. Já o conceito de democracia racial, um dos temas mais espinhosos da obra do pernambucano, também foi foco de debate ministrado pelo professor do Programa de Pós-Graduação de Letras da UFPE, Anco Márcio Tenório Vieira.

A Expoidea 2013 também realizou debate sobre a crise profunda da cobertura jornalística nos canais tradicionais de comunicação. Quem veio conversar a respeito do assunto foi Cláudio Prado, um dos nomes por trás da Mídia Ninja/Fora do Eixo e uma das maiores referências em Cultura Digital no país.

O viés fomentador, marca da Expoidea desde sua primeira edição, esteve presente numa atividade inédita,a realização do Edital de Ideias Impossíveis, que colocou em contato propostas aparentemente impossíveis de serem executadas com facilitadores que puderam contribuir no avanço do desenvolvimento dessas proposituras.

Desde março, a Expoidea promoveu, em parceria com o Movimento [email protected], seletivas mensais do projeto Palco Livre – Expoidea 2013, com o objetivo de estimular o trabalho de artistas com postura colaborativa. A culminância da iniciativa aconteceu durante o período do evento, nos dias 24 e 25 de outubro, na Concha Acústica da UFPE, com apresentações das dez bandas que mais pontuaram conforme os critérios do projeto.

A Expoidea 2013 aglutinou importantes parceiros na execução desta iniciativa, o apoio do BNDES, Centro Cultural Correios, UFPE, Células Empreendedoras, Expolab – Escola de Economia Criativa, Expocriativa – Aceleradora de Ideias, Movimento Concha Ativa, Cultura Ativa UFPE, Produtora Colaborativa PE, ABS Travel e Artemisia foram de fundamental importância para o seu êxito absoluto.