Humor na Feira se apresenta na Budega de Seu Domingos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O Humor na Feira é um recital que procura reabilitar e recriar o riso popular do Nordeste. Lembranças de um Sertão mítico, os loucos aparentados de filósofos e poetas, os vates, os cegos visionários, os políticos folclóricos, os matutos com sua ciência, as divindades cangaceiras e os “quengos” da laia de João Grilo são construídos com a estrofação consagrada pela tradição popular regional do Nordeste. Essas personagens desfilam no palco do espetáculo Humor de Feira, protagonizado por Eugenio Jerônimo e Zelito Nunes. Embora ambos morem no Recife há décadas, são sertanejos de regiões fronteiriças. Eugenio, pernambucano de Iguaracy, Pajeú; Zelito, paraibano de Monteiro, no Cariri.

Popular, mas não popularesco, o show Humor na Feira, procura fugir das soluções humorísticas fáceis, calcadas em estereótipos e preconceitos.

“Evitamos o riso fácil. O uso gratuito do palavrão, do esculacho. E não é por mero purismo, mas porque apostamos na inteligência do público, capaz de captar certas sutilezas que propomos”, afirma Zelito Nunes. De acordo com Eugenio Jerônimo, a proposta é reabilitar formas consagradas dos gêneros do humor popular. “Entretanto não se trata de mera preservação desses modelos humorísticos, mas também de recriação de forma e conteúdo, de atualização temática e linguística”, observa Eugenio Jerônimo.

Rogério Robalinho destaca que na pauta atual falta esse tipo de humor que flerte com a filosofia, com a elaboração artística, sem deixar de ser fonte de riso, mas sem cair na futilidade.

A próxima apresentação do Humor na Feira está marcada para dia 17 de Novembro, às 17h na Budega de Seu Domingos (R. Luís Rodolfo de Araújo, 20 – Aflitos).