Ópera Carmen

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

carmem

A Montagem

É com grande satisfação e orgulho que a Cia. Operários e a Cia. de Eventos apresentam ao público pernambucano a ópera Carmen, de Georges Bizet. Nossa alegria está no prazer de ver concretizado um projeto iniciado há um ano, quando um grupo de jovens cantores líricos sonhou em produzir no Recife uma ópera completa, tendo a obra de Bizet como escolha primeira.

O caminho percorrido para a finalização da montagem foi longo mas a ópera está chegando ao público, finalmente, da forma que foi idealizada: inteiramente produzida em Pernambuco, com participação maciça de músicos da cena local e profissionais das artes cênicas atuantes no Estado, mas também abrilhantada pela presença de artistas oriundos de Estados vizinhos, cúmplices de nosso sucesso nesta empreitada.

Acreditamos na importância do projeto no atual cenário cultural do Estado, pois há muito tempo nos acostumamos a presenciar a fuga de mão-de-obra qualificada no campo artístico para outras regiões do país em busca de oportunidades de trabalho. A montagem de Carmen, além de provar que é possível se produzir espetáculos de bom nível a partir dos talentos locais, pretende ser um passo no sentido da profissionalização de toda uma nova geração de cantores líricos e profissionais do Teatro radicados em Pernambuco, reunidos em torno da Cia. Operários.

O Elenco

Virgínia Cavalcanti [Carmen]

Natural de São Paulo (SP), iniciou-se na música como pianista, em 1989, no Conservatório Pernambucano de Música e no canto lírico em 1994, sob orientação de Lindbergh Pires. Estudou no curso de Bacharelado em Canto da Universidade Federal de Pernambuco e na MusikHochSchule de Köln-Alemanha a convite do barítono Martin Krasnenko, onde realizou recital individual.

Apresentou-se como solista em concertos junto à Orquestra Sinfônica do Recife e à Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia. Interpretou Rosina de Il Barbiere di Siviglia de Rossini em cortina lírica no Recife e Yuru da ópera contemporânea Pahy-Tuna de L. Boccia em sua estréia mundial em Salvador, sob a regência do maestro Boyko Stoyanov. Foi solista das peças Messiah de G.F. Haendel, Gloria de A. Vivaldi, Stabat Mater de G. B. Pergolesi, Oratório de Natal de C. Pereira, Carmina Burana de C. Orff, Fantasie de L.V. Beethoven e Sinfonia no. 4 de G. Mahler.

Participou do concurso Nuevas Voces do Teatro Collón – Argentina em 2004, foi finalista do V Concurso Nacional de Canto Maria Callas (Jacareí-SP) e vencedora dos prêmios Canção e Júri Popular do V Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão (Belém-PA), em abril de 2004.

Integrou como solista diversos coros, tendo inclusive excursionado pelo Brasil e Europa. É fundadora da Cia Operáios com a qual co-produziu em 2004 o highlight da ópera Carmen com a Osquestra Sinfônica do Recife, solistas e coro, no Teatro de Santa Isabel.

Auildo Munhoz [Don José]

Tenor de vasta experiência, dotado de grande facilidade para alcançar notas agudas, interpretou papéis principais nas óperas Cavalleria Rusticana (P. Mascagni), Carmen (G. Bizet), Condor (A. C. Gomes), Mefistófele (A. Boito), Il Trovatore e Rigoletto (G. Verdi), com acompanhamentos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), da Orquestra Sinfônica da UFRGS, da Orquestra Camerata de Florianópolis e da Orquestra Sinfônica Brasileira.

Participou de diversos recitais e cortinas líricas no Rio Grande do Sul, Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e com a Sociedade Pelotense Música pela Música no Theatro Guarany em Pelotas, sob a regência do Maestro Sérgio Sisto, com quem faz atualmente aperfeiçoamento vocal. Em 2003, apresentou-se no Teatro Nacional de Brasília a convite da Associação de Ópera de Brasília, cantando áreas de G. Verdi, G. Puccini, A. C. Gomes, G. Meyerbeer, entre outras.

Foi vencedor em 2003 do Concurso Nacional de Canto Aldo Baldin, com jurados de carreira internacional como Renata Scotto, Fiorenza Cossoto, entre outros. Apresentou-se em novembro de 2003 no Teatro CIC de Florianópolis no papel de D. José, na ópera Carmen.

Voltou a vencer na categoria Tenor o Concurso Nacional de Canto Aldo Baldin em Florianópolis em 2004. Em novembro do mesmo ano, apresentou-se no papel de Turiddu, da ópera Cavalleria Rusticana, novamente no Teatro CIC de Florianópolis.

Anita Ramalho [Micaëla]

Recifense, começou estudos de música no Seminário de Educação Cristã (SEC) onde recebeu o grau de bacharel em Música Sacra com habilitação em Canto sob a orientação da Prof.ª Carmélia Jordão Santos. Participou de diversos cursos de canto Em 1998 ganhou o II Prêmio Paraíba de Música pelo Governo do Estado da Paraíba e Secretaria de Educação e Cultura na área de Canto Lírico.

Participou como solista de diversas obras, no Brasil e no exterior. Em 1999, foi solista do Te Deum de A. Dvorák com a Orquestra Sinfônica do Recife e Coro Sinfônico do STBNB. Em 2000, foi solista da peça Gloria de F. Poulenc e participou da montagem da ópera Don Giovanni, de W. A. Mozart, sob a orientação e regência do Maestro Dr. Marck Breadley, Campbellsville University (EUA). Em 2001, ainda nos Estados Unidos, foi solista do Réquiem de W. A. Mozart, com a Campbellsville University Concert Chorus and Chamber Orchestra.

De volta ao Brasil, tem participado desde 2002 como solista de diversas obras, entre elas a Missa Nordestina de C. Pereira, do Messiah de G.F. Haendel, do Exultate, Jubilate de W. A. Mozart e da peça Carmina Burana de C. Orff. Participou, em 2004, da montagem da ópera L´Elisir D´Amore, de G. Donizetti, em que interpretou o papel de Adina. Em outubro de 2005 foi solista do oratório Elias de F. Mendelssohn.

Marcelo Ferreira [Direção Geral – Escamillo]

Barítono, natural do Recife, ingressou no canto lírico em 2001 tendo estudado com diversos professores, estando atualmente sob a orientação do prof. Lindbergh Pires, regente do Madrigal Unicap. Graduou-se em Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Pernambuco, recebendo a Láurea Universitária.

Foi solista em vários recitais com a Orquestra Sinfônica do Recife e com a Orquestra de Câmara do Recife, tendo interpretado, entre outras obras, Carmina Burana (C. Orff), Fantasia Coral (L.V. Beethoven), Missa Capiba (C. Pereira e Capiba), Missa Kenya (P. Basler), Oratório de Natal (C. Saint-Saens), Paixão Segundo São Mateus (J.S. Bach), Elias (F. Mendelssohn) e Messiah (G.F. Haendel). Interpretou Dulcamara na montagem da ópera L’Elisir d’amore, de G. Donizetti, no Teatro de Santa Isabel em agosto de 2004.

Em setembro de 2004, venceu o Concurso Internacional de Canto Aldo Baldin em Santa Catarina, tendo sido convidado a integrar o elenco principal na ópera Cavalleria Rusticana, de P. Mascagni, realizada em novembro do mesmo ano, no papel de Alfio.

É fundador da Companhia Operários de Música Clássica e atua como diretor artístico e musical. Com a Cia. dirigiu, co-produziu o highlights da ópera Carmen com a Osquestra Sinfônica do Recife, solistas e coro, quando também atuou como solista, no papel de Escamillo. Atuou também como regente preparador do coro da Cia. Operários no recital do projeto Pernambuco das Paixões, em 2005.

Patrícia Botelho [Frasquita]

Natural de Manaus (AM), iniciou estudos de música no centro de artes da UFAM e no Conservatório Musical Adventista de Manaus. Já no Recife, em 1997, ingressou no curso de música sacra do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, formando-se na área de Iniciação Musical. Em 2003, fez complementação em Canto no Seminário com a Prof.ª Elizete Galvão. Desde 2000 faz o curso de canto no Conservatório Pernambucano de Música com a mesma professora. Participou de máster-classes com diversos professores. Em 2004, foi corista e bailarina da ópera L´Elisir D´Amore, de G. Donizetti, no Teatro de Santa Isabel. Desde 2003 tem atuado como solista do grupo de música barroca Trio Sonata. Interpretou Sussana no highlights de Le Nozze di Figaro (W.A. Mozart). Atualmente é professora de musicalização infantil e balé clássico para crianças. Participa como corista do Coro Sinfônico do Seminário e também já participou do Coro Ernani Braga do CPM e do Madrigal da UNICAP.

Belani Teófilo [Mercedes]

Natural de João Pessoa, ingressou no Madrigal UNICAP em 1999 e passou a ter aulas de canto com o prof. Lindberg Pires. Em 2000, ingressou no Curso de Extensão em Canto pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), sob a orientação da Prof.ª Márcia Rangel. Participou de diversas master-classes. Atuou como solista em várias ocasiões junto ao Madrigal UNICAP. Com o grupo foi solista no Stabat Mater de G. B. Pergolesi, no ciclo dos Lieder para contralto e viola, Op. nº. 91, de J. Brahms e nas peças Beatus Vir, Nisi Dominus, Magnificat e Gloria, de A. Vivaldi. Foi também solista na montagem da ópera L’Elisir D’Amore, de G. Donizetti, em agosto de 2004, e do oratório Elias, de F. Mendelssohn, com a Orquestra Sinfônica do Recife, no Teatro de Santa Isabel em outubro de 2005.

Micherlon Barbosa [El Dancäiro]

Natural de João Pessoa (PB) fez seus estudos de canto com as professoras Tika Porto, Isabel Christina e Amarílis de Rebuá no Curso de Extensão do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba. Participou de dois highlights de óperas: interpretando como solista o Conde Danilovitch da Viúva Alegre de F. Lehar e vivendo dois pesronagens, Fiorello e Don Bartolo, do Barbeiro de Sevilha de G. Rossini. Atualmente, leciona música e canto popular em João Pessoa. Faz sua estréia em ópera na montagem de Carmen.

Jadiel Gomes [El Remendado]

Natural do Recife, iniciou seus estudos musicais em 1993 como flautista e tubista. Iniciou sua carreira no canto lírico em 1997, no Madrigal da Unicap, com o maestro Lindbergh Pires. Foi solista junto à Orquestra Sinfônica do Recife, orquestra Sinfônica da Paraíba e Orquestra de Câmara do Recife, em peças como Réquiem de Gabriel Fauré, Carmina Burana de C. Orff, Fantasie de L.V. Beethoven, Cantata de Natal de C. Pereira, Missa Creoula A. Ramirez e no highlights de Carmen, de G. Bizet. Foi também convidado pelo Governo do Estado para gravar o hino de Pernambuco. Em 2001, foi semifinalista do II Concurso Internacional de Canto Bidú Sayão. Atualmente participa do grupo volta Contracantos e, desde 1994, é regente da Banda Marcial do Ginásio Pernambucano e dos coros Nossa Música e Lions Rotary.

Charles Henrique [Zuniga]

Iniciou seus estudos no antigo Centro de Música do Colégio de São Bento de Olinda, praticando canto gregoriano com D. Gerardo Wanderley. Estudou canto no Conservatório Pernambucano de Música. Mais tarde, ingressou no curso de Canto na Universidade Federal de Pernambuco, tendo como professor principal José Henrique Lins. Em 1996, participou da montagem da ópera Dom Giovanni de W. A Mozart, peça que finalizou o Curso Internacional de Canto ministrado pelo prof. Jasmin Martorelli. Participou da montagem de L´Elisir d´Amore, de G. Donizetti com a Companhia de Ópera do Recife. Atualmente estuda canto com o prof. Lidemberg Pires, sendo componente do Madrigal Unicap. É também regente do Coral São Pedro Mártir de Olinda.

Wellington Moura [Morales]

Natural do Recife, iniciou estudo em canto no Conservatório Pernambucano de Música, passando, em seguida, para o Curso de Extensão em Canto da UFPE. Teve aulas com professores brasileiros e estrangeiros. Atualmente, cursa o Bacharelado em Música/Canto orientado pela profa. Márcia Rangel. Participou do Coral Madrigal Reflexos, realizou recitais com a Camerata Ad Libitum e participou do projeto Saraus pelo SESC de Casa Amarela. Atuou como solista no espetáculo Volta ao Mundo e na ópera de L´Elisir d´Amore, de G. Donizetti, no papel do Sargento Belcore em montagem da Companhia de Ópera do Recife (CORE). Representou os papéis de Morales e Zuniga no highlihgts da ópera Carmen realizado pela Cia. Operários de Música Clássica e os de Fígaro e do Conde de Almaviva do highlights da ópera Le Nozze di Figaro de W. A. Mozart. É solista do Coro Madrigal UNICAP, sob a orientação do Prof. Lindbergh Pires.

Ficha Técnica

Direção Geral
Marcelo Ferreira
Direção Musical e Regência
Osman Giuseppe Gioia
Direção de Cena e Artística
Márcio Rodrigues
1º Assistente de Direção
Max Jota
Figurinos
Marcondes Lima
Cenários
Uziel Lima
Projeto de iluminação
Márcio Rodrigues
Produção Executiva
Cia. de Eventos
Coordenação de Produção
Carol Ferreira
Produção
Amilcar Bezerra
Assistente de produção
Daniel Oliveira
Assistente de direção
Rosane Bezerra
Solistas
Carmen – Virgínia Cavalcanti
Don José – Auildo Munhoz
Micaëla – Anita Ramalho
Escamillo – Marcelo Ferreira
Frasquita – Patrícia Botelho
Mercedes – Belani Teófilo
El Dancairo – Micherlon Barbosa
El Remendado – Jadiel Gomes
Zuniga – Charles Santos
Morales – Wellington Moura
Balé
Juliana Coutinho
Telma Ramos
Pianistas co-repetidores
Rachel Casado
Ewerton Oliveira
Operação de legendas
Ewerton Oliveira
Projeto Gráfico e Webdesign
Leo Antunes
Assessoria de imprensa
Rodrigo Coutinho

CORO

Regente preparador
Marcelo Ferreira
Sopranos
Ana Catarina Rosa
Célia Oliveira
Eliane Chagas
Fábia Sobral
Izadécia Estelita
Jucicleide dos Santos
Luciana Gama
Rita Rios
Tarcyla Perboire
Contraltos
Jéssica Soares
Anastácia Santiago
Maria Costa
Moema Cardoso
Nadja Melo
Paulo Carvalho (contratenor)
Sonia Tonello
Waldcelma Silveira
Tenores
Alex Pimentel
Alexandre Borba
André Sales
Eriberto Chagas
Luciano Lisbôa
Luciano Neves
Sealtiel Sergio
Baixos
Alysson Dinoá
Boás Ribeiro
Davy Chaves
Leandro de Souza
Marcos Cândido
Otávio Góes
Sueudo Fernandes
Tomás Lapa

ORQUESTRA SINFÔNICA DO RECIFE

Diretor Artístico e Regente Titular
Osman Giuseppe Gioia
Diretor de Produção Artística
Múcio Callou
Primeiros Violinos
Moisés Mandel (spalla)
Marie Savine Egan (concertino)
Fernanda Acioli
Andressa D’Ávila
Maria Carla Gadelha
Dário Américo
Diogo Vasconcelos
Emmanoel Wilson
Davi Damasceno
Segundos Violinos
Mário Mendes
Roberval Pinto de Oliveira
Aglaia Costa
Viviane Pimentel
Érika Crespo
Ricardo Carlos dos Santos
Marx Queiroz
Antonio Fernandes
Ana Lúcia Bezerra
Edson Lopes de Paula
Músicos Convidados
Juliana de Moura
Mayumi Shimizu
Violas
Josildo Caetano dos Santos
Marcos Antunes
Judas Tadeu Martins
Marlinate Buarque
Flávio Malheiros
Luiz Carlos da Silva Júnior
Elizeu Florêncio
Elyr Alves

Violoncelos
João Carlos Araújo
Fabiano Menezes
Leonardo Guedes
Jáder Santos da Silva
José Anatálio Teixeira
Rozilda Vasconcelos
Jean François Bourgeois
Antônio Almeida

Músico Convidado
Pierre Gonçalves

Contrabaixos
José de Barros Chagas
Thales Silveira
Severino Antunes Filho
João Pimenta
José Xavier Filho
Tiago José da Silva Filho
Lídio Roque
Edilton Costa de Lima
Amaro Carvalho

Flautas
Plutarco Sales Filho
Gustavo Guinés Paco de Géa
Conceição Benck
Frederica Bourgeois
Sérgio Campelo (flautim)

Clarinetes
Isaias Rafael
Jonatas Zacarias
Armando de Oliveira
Gueber Pessoa (clarone)

Oboés
Lúcio Sócrates
Paulo Sérgio Guimarães
Davi Vidal
Jaciara freitas (corne inglês)

Fagotes
Waldir Caires
Péricles Johnson
José Eunilton ferreira
Manoel Alves Neto (contrafagote)

Trompas
Rinaldo de Melo Fonseca
Marcos Pereira
Misaildes Cavalcanti
João Batista Neto
Joseilto Tavares
Edson Gomes

Trompetes
Enock Chagas
José Wilson Pimentel
José Maria Pimentel
Marcos Carneiro
Antônio Carlos Oliveira

Trombones
Flávio Fernandes de Lima
Misael França
Marcílio Batista
Zilmar José de Medeiros

Tuba

Íris Vieira
Estevam Santana Júnior

Piano

Fernando Muller

Percussão
Antônio Barreto (tímpanos)
Ebenézer Lourenço
Gustavo Monteiro
Homero Basílio
Enoque Pereira
Dirney Tavares

PESSOAL ADMINISTRATIVO

Inspetor: Luiz Carlos Barbosa
Arquivistas: Valmir Vilela Peixoto, Eldo Vieira De Azevedo
Copista: Adriana Nascimento
Auxiliar De Produção Artística: Darci Barbosa Cavalcanti
Apoio Administrativo: Antônio José Da Silva, Célia Mariza Barros Soares
Montadores: Manoel Otácio, Clóvis Fernando, João Júnior

João Paulo Lima E Silva
Prefeito Do Recife

Luciano Siqueira
Vice Prefeito

João Roberto Costa Do Nascimento
Secretário De Cultura

Fernando Duarte
Presidente Da Fccr

Lêda Alves
Diretora Do Teatro De Santa Isabel

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Please type the characters of this captcha image in the input box

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada